Governo despreza R$ 3,8 milhões para Segurança

Com o número assustador de 411 mortes violentas só nos primeiros dois meses do ano, segundo dados divulgados há duas semanas pela Secretaria de Defesa Social (Seds), e mergulhado numa profunda crise na Segurança Pública
como nunca se viu antes em Alagoas, o governo do Estado se deu ao luxo de desprezar R$ 3,8 milhões em recursos de fundos que deveriam financiar o combate à violência.
Os números estão nas planilhas da execução orçamentária do ano de 2013 da Secretaria de Planejamento e Orçamento e foram confirmados pela própria Defesa Social, que reconheceu a não utilização do robusto montante. Hoje, o governo tem em caixa R$ 3.455.718,70 do Fundo Estadual de Segurança Pública mais R$ 400 mil do Fundo Penitenciário. O motivo da não utilização desses recursos diante do quadro caótico e de total sucateamento das estruturas das polícias, delegacias e presídios de Alagoas é surpreendente.
O Fundo da Segurança Pública (Funesp), onde está a maior parte do dinheiro ocioso, foi criado em 2008 pelo governo Vilela – vale ressaltar, bem antes da explosão da taxa de homicídios e dos mais diversos crimes em solo alagoano – com o objetivo de financiar projetos para modernizar o sistema, capacitação, aquisição de equipamentos, reestruturação das delegacias e outras necessidades da área.

Fonte: www.portaldaseguranca.com.br

Post by ad8-net024sin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *