Confira

Confira

29

mar 2017

Saiba como evitar o disparo falso de alarmes

em Dicas e Notícias

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (ABESE), aproximadamente 95% das ocorrências nas residências e empresas são de disparo falso de alarmes .

São muitas as causas que levam os sensores a dispararem sem necessidade, como animais, plantas e até mesmo o vento ou chuva. Felizmente, alguns cuidados básicos podem ajudar a reduzir o inconveniente. Confira algumas dicas para evitar esse incômodo:

Dê atenção às portas e janelas: A menor abertura pode ocasionar o disparo falso do alarme por causa da passagem de ar, movimentação de cortinas ou a entrada e saída de animais. Por isso, sempre ao fechar as portas e janelas da sua casa ou empresa, verifique se elas estão devidamente travadas.

Proteja o ambiente de insetos e roedores: Se sua área protegida por alarmes apresenta um grande número de insetos e roedores, é importante que seja feita uma dedetização, pois os sensores infravermelhos podem ser disparados com a movimentação desses animais. No caso dos roedores, eles costumam também roer a fiação dos alarmes, prejudicando a eficiência da proteção.

Cuidado com a localização de objetos suspensos: Objetos móveis pendurados próximos aos sensores também podem provocar falsos disparos, por isso, evite deixá-los próximos aos alarmes.

Evite a formação de correntes de ar: Outra causa de disparo dos sensores é a movimentação de corrente de ar dos aparelhos de ar-condicionado e ventiladores. Além disso, a variação de temperatura também pode acionar o sistema. Quando estiver fora de casa ou no final do expediente da empresa mantenha esses aparelhos desligados.

Mantenha seus animais longe dos sensores: A movimentação de animais nas áreas protegidas pelos sensores pode acionar o alarme, sugerindo a ocorrência de movimento de pessoas no espaço protegido. O ideal é manter os seus animais de estimação ou de guarda em áreas onde o sensor de movimento não possa ser disparado.

Cuide das plantas e árvores: Os galhos de árvores e as plantas que se localizam próximos aos sensores infravermelhos ativos e cercas elétricas devem estar sempre podados, para evitar o contato com o sistema de segurança e ocasionar o disparo falso do alarme.

Dicas na entrada e saída da área protegida: Na hora da entrada e saída de sua residência ou empresa, você precisa seguir algumas recomendações. Quando for entrar na área protegida, entre sempre pela zona temporizada, pois esta região possibilita a sua entrada e desarme do alarme antes que ele seja disparado. Se você perceber que o tempo programado para a entrada e saída do imóvel e do acionamento e desarme do alarme não têm sido suficientes para que a movimentação ocorra sem o falso disparo, entre em contato com a sua central de monitoramento e solicite a reconfiguração de sua central de alarme.

Guarde cuidadosamente os acionadores de pânico sem fio: Procure um local seguro para guardar os acionadores de controle remoto. Evite deixá-los em locais onde eles possam ser pressionados indevidamente, como em gavetas, bolsas e bolsos. Evite também que eles caiam ou se molhem, pois, além de disparar o falso alarme, os controles podem ficar inutilizados.

Nós gostamos de você também :)
Notícias Similares
Atendimento Via WhatsApp