Confira

Confira

09

jun 2015

Ciclistas de Sorocaba reclamam da falta de segurança nas ciclovias

em Dicas e Notícias

Ciclistas de Sorocaba dizem que não há policiamento nas pistas e ciclovias da cidade.

Com uma ciclovia de mais de 100 quilômetros de extensão, muitos sorocabanos preferem usar a bicicleta como meio de transporte, sem contar que é uma excelente forma de manter a saúde. Mas a sensação de insegurança fez muitos ciclistas de Sorocaba (SP) mudar a rotina nas ciclovias. Muita gente não quer se arriscar durante a noite depois que casos de roubo e violência foram registrados.

No começo do ano, um grupo de amigos foi vítima de assaltantes na avenida Dom Aguirre quando voltavam de um passeio pela zona rural de Sorocaba. Dois homens abordaram os ciclistas bem perto da Delegacia de Investigações Gerais (DIG). A mulher foi derrubada e o homem, que reagiu, apanhou dos criminosos.

Em fevereiro, uma mulher foi atropelada quando passava por uma estrada rural na zona leste da cidade. Com o impacto fraturou o ombro e quatro costelas. Ela acredita que o motorista tentou derrubá-la para roubar a bicicleta que não foi levada porque ficou destruída.
Quem utiliza as ciclovias tem se sentido inseguro nos últimos tempos por conta da violência que está sendo praticada nas pistas.
A profissional autônoma Luíza Miranda não desistiu de fazer os exercícios com a bicicleta, mas tenta voltar para casa antes de escurecer. “Essa é uma forma de eu me prevenir. Com tanta notícia de assalto a gente fica com medo”, conta.

Há cinco anos o metalúrgico José Carlos Oliveira vai e volta do trabalho pelo menos duas vezes por semana de bicicleta. Depois da onda de assaltos ele percebeu que o policiamento aumentou. “Eu vi os guardas andando de ‘bike’ e eu acho que é por causa dos casos que aconteceram”, avalia.
Adilson de Oliveira também usa a ciclovia com muita cautela, já que o policiamento é raro, segundo ele. “Eu nunca vi e a gente fica meio desprotegido. Quer cuidar da saúde e fica refém dos bandidos”, reclama o motorista.

Depois desses casos registrados na cidade, um grupo de 200 ciclistas se manifestou pedindo mais segurança. Com faixas e cartazes, eles fizeram um protesto em fevereiro e chamaram a atenção na praça Lions, na Avenida Dom Aguirre. Depois disso, a Guarda Municipal prometeu reforçar a segurança nas ciclovias.

Fonte: www.g1.globo.com

Por favor, selecione a rede social que você quer compartilhar essa página com:

Nós gostamos de você também :)
Notícias Similares